Voluntários e grandes indústrias consertam respiradores no Paraná

Um item considerado essencial, e até artigo de luxo, em muitos hospitais que estão em colapso pela pandemia de coronavírus é o respirador.

O equipamento é fundamental na luta pela sobrevivência dos pacientes que são internados em estado grave com insuficiência respiratória, uma das consequências da Covid-19. Em todo país, estima-se que 3,6 mil ventiladores pulmonares estão fora de operação, segundo os dados da Associação Catarinense de Medicina.

Em um ato de solidariedade, voluntários e grandes indústrias paranaenses estão fazendo a manutenção e o conserto de respiradores mecânicos. A iniciativa é do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Aqui no Paraná, 18 respiradores já foram recuperados em Maringá, na região noroeste. Agora, a ação se estendeu para a unidade do Senai na Cidade

Industrial de Curitiba (CIC). O local está recebendo aparelhos que precisam de manutenção, o que vai possibilitar que eles sejam utilizados novamente.

Segundo Tânia Mara Rinaldi, gerente da unidade do Senai na CIC, cada um dos ventiladores pulmonares recuperados garante suporte à respiração de pacientes internados.

Indústrias que estão paradas em função do isolamento social, como as montadoras Volvo e Renault, apoiam a ação. Tânia destaca que este é o momento de união da sociedade para salvar vidas.

Qualquer hospital de Curitiba e região – seja público ou privado – que tenha algum respirador parado e queira realizar a manutenção pode levar o equipamento aos voluntários, sem custo. É necessário arcar apenas com a desinfecção do item e o transporte até a unidade do Senai na CIC.

O telefone para solicitar o serviço é o (41) 99643-9470. O tempo para devolução do respirador depende das condições que o mesmo chegar ao laboratório.

 

Fonte: CBN Curitiba