Iniciativas de combate a fake news durante a Covid-19

Empresas e entidades lançam campanhas e soluções para conter a disseminação de notícias falsas durante a pandemia

O termo ‘fake news’, expressão em inglês para notícias falsas, já faz parte do vocabulário mundial e se tornou bastante comum entre os brasileiros nos últimos anos. Na prática, elas são mentiras divulgadas como verdades e multiplicam entre o público, especialmente nas redes sociais onde atingem milhares de pessoas

Esse tipo de notícia pode parecer inofensiva para muitos, mas as fake news podem causar muitos danos para pessoas comuns, celebridades, políticos e empresas.

No caso de doenças, as notícias falsas e sem nenhum embasamento científico podem atrapalhar o tratamento médico, espalhar o pânico, disseminar recomendações erradas de prevenção, entre outras consequências. Em meio a pandemia como a da Covid-19, milhares de informações circulam no mundo inteiro e, é quase impossível, fazer a diferenciação entre o que é falso e verdadeiro.

Para tentar minimizar essa situação, empresas e entidades lançaram algumas ferramentas e ideias como forma de informar a sociedade com qualidade.

A PMBCS lançou a Websérie Coronavírus, disponível de forma gratuita no site do Farol 1817,   trazendo especialistas e fontes confiáveis para tratar do assunto. Um dos materiais é específico sobre Fake News. Assista aos vídeos aqui.

Veja outras iniciativas:

Saúde

Preocupada em orientar de forma correta a população sobre os métodos de prevenção, além de tirar as principais dúvidas referentes a pandemia, a Unimed Rio lançou um hotsite com conteúdo próprio e de fontes oficiais.

Imprensa

Diversos veículos internacionais, entre eles o principal jornal norte-americano The New York Time (NYT), estão com acesso liberado a todas as notícias referentes ao Covid-19. A landing page do NYT com a cobertura completa é The Coronavirus Outbreak.

No Brasil, a Rede Globo suspendeu as gravações das novelas e intensificou a grade de jornalismo. O SBT, da mesma forma, ajustou a grade de programação.

A Knewin, empresa de estatísticas na área de comunicação, liberou o uso gratuito por 30 dias de sua ferramenta de monitoramento da imprensa, e lançou o Coronavírus vs Fake News para analisar o avanço da doença e a proliferação de notícias falsas.

Redes Sociais e Tecnologia

O Facebook doou um milhão de dólares à Rede Internacional de Verificação de Dados para expandir a presença e deter a informação errônea no Whatsapp.

Já a Microsoft anunciou medidas para garantir a circulação de conteúdos de qualidade e um mapa de acompanhamento em tempo real do número de casos.

Instituições Financeiras

O banco Itaú está com uma página dedicada ao suporte dos correntistas a fim de atender as dúvidas relacionadas ao período. A XP Investimentos, também pertence ao grupo, seguiu a mesma linha, porém com conteúdo focado no mercado de ações.

Clique aqui e confira a lista completa, além de outras ações de solidariedade que estão sendo realizadas no Brasil e no mundo.

Fonte: Fundação Dom Cabral.