Iniciativa mapeia bancos de alimentos e cozinhas solidárias no país

Objetivo é formar uma rede unificada de entidades sem fins lucrativos que atuam contra o desperdício e na distribuição de alimentos e refeições para os mais necessitados

Uma iniciativa da ONG Ação da Cidadania, em parceria com o Google e com apoio do Centro de Excelência do WFP, mapeará os bancos de alimentos, despensas e cozinhas solidárias em funcionamento no Brasil.

O projeto vai permitir a construção de uma rede interligada de organizações da sociedade civil que atuam nesses segmentos, ampliando a visibilidade e a confiabilidade dessas entidades em cada estado, de forma a facilitar a troca de informações entre as instituições e também com doadores, sejam pessoas físicas ou empresas.

A primeira Rede Brasileira de Bancos de Alimentos, Despensas de Alimentos e Cozinhas Solidárias da Sociedade Civil está prevista para começar a funcionar no último trimestre deste ano. Por meio da rede, a Ação da Cidadania irá apoiar as organizações da rede com doações de alimentos em todo o país.

O Google ajudará a disponibilizar a localização dos pontos de distribuição e informações das entidades que se cadastraram e participam da rede na plataforma do Google Maps e também na Busca do Google, enquanto o Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos da ONU (WFP, na sigla em inglês) forneceu o suporte técnico.

As organizações podem se cadastrar gratuitamente, preenchendo formulários online disponibilizados no site da Rede de Alimentação Solidária.

Todas as entidades aprovadas terão acesso à Rede de Parceiros apoiadores da Ação da Cidadania, além de conteúdos informativos e orientadores elaborados pela ONG em parceria com o Centro de Excelência do WFP.

Entre os pilares do projeto estão o fomento de ações educativas inovadoras voltadas à segurança alimentar e nutricional, e o estímulo para a criação e divulgação de novos bancos de alimentos, despensas e cozinhas comunitárias pelo Brasil.

Essas entidades vão receber um selo pela participação no programa. Há ainda a previsão de um Fundo Solidário para as cozinhas com a criação de uma “Panela Virtual Comunitária” arrecadando recursos, utensílios e alimentos.

Apenas os Bancos de Alimentos, Despensas e Cozinhas Solidárias sob coordenação de entidades ou lideranças da sociedade civil, sem fins lucrativos, podem se cadastrar.

Para fazerem parte da rede, todas as entidades passarão por um processo de avaliação pela Ação da Cidadania para avaliar critérios como atuação, público atendido, tempo de existência, estrutura e governança.

Para participar da rede, clique aqui.

Fonte: Observatório do Terceiro Setor.