Projeto Cidadania na Pandemia engaja jovens curitibanos na reflexão sobre cultura democrática

Projeto quer mostrar aos jovens entre 15 e 25 anos que pensar a cidadania está em nossas mãos, sendo uma ação fundamental para o futuro

A construção de uma sociedade democrática passa pelo diálogo entre todos os cidadãos e pelo cultivo de uma cultura que precisa ser incentivada na base. Seguindo esse princípio, e pensando em engajar os jovens curitibanos em situação de vulnerabilidade envolvidos em projetos de organizações da sociedade civil de Curitiba e região, o Instituto Sivis promoveu em 2021 o projeto Cidadania na Pandemia.

Em formato 100% online, a proposta foi enraizar os valores democráticos no coração dos jovens e trazer ideias de ação, sendo também estendido para outros públicos da sociedade. O conteúdo da formação é apartidário e as atividades práticas foram cocriadas com um psicólogo e especialista em mediação de grupos. O foco principal dos encontros voltou-se ao desenvolvimento de confiança, colaboração e formas de participação democrática no nível local.

Impacto real

Segundo a analista de parcerias do Sivis e responsável pelo projeto, Fernanda dos Santos, a formação envolve quatro temas centrais trabalhados a partir de perguntas que provocam a reflexão e trazem questões práticas aos jovens.

“Para melhorar nossa democracia precisamos estimular atitudes e práticas cidadãs. Esse é um elemento fundamental para tornar nossa cultura mais democrática. Por meio do Cidadania na Pandemia, queremos mostrar como a cidadania está presente no nosso dia a dia e o quanto é fundamental exercitarmos a capacidade de dialogar com tranquilidade para construir uma realidade melhor”, destaca.

Em 2021, o Projeto alcançou:

12 turmas

+ de 350 jovens 

Jovens que tiveram a oportunidade de participar do Cidadania na Pandemia partilharam conosco suas experiências.

 

Amanda Maguelniski, 18 anos 

“A cidadania é um assunto muito importante. Aprender mais sobre ela nos traz uma vida melhor, pois temos o contato com conceitos que, se praticados, podem trazer vários benefícios e permitem usufruirmos de nossos direitos.

Dois conceitos abordados que mais impactaram na minha vida foram: sinceridade e empatia. Em minha opinião, essas são as chaves para uma boa cidadania”.

Letícia Batista, 18 anos

“Uma experiência incrível. Acrescentou muito ao meu conhecimento. Os assuntos abordados são de extrema importância para conscientização política. Seria maravilhoso se mais pessoas tivessem a oportunidade de participar dessa palestra que foi show.

Amei participar! Parabéns aos responsáveis pelo projeto e aos palestrantes, Fernanda e Jefferson. Foi muito gostoso poder participar, compartilhando opiniões, experiências com eles, que fizeram um trabalho lindo. Agradeço imensamente”.

Lucas Santos dos Anjos, 21 anos

“Se existe alguma coisa que vai desencadear um debate espontâneo ou talvez uma verdadeira briga, é uma discussão que envolve política – até mesmo entre os próprios políticos.

Não há dúvida de que a nossa responsabilidade para com o Governo é obedecer às leis e ser bons cidadãos. E é responsabilidade do Governo exercer autoridade sobre nós – espero que para o nosso bem – coletar impostos e manter a paz. Onde temos uma voz e podemos eleger nossos líderes, devemos exercer esse direito por meio do voto para aqueles, cujo ponto de vista mais se aproximam dos nossos.

A nossa missão como cidadãos reside na mudança da nação através de uma reforma política visando a melhoria da sociedade em que estamos inseridos”.

Merien Neppel Royk, 44 anos – (participante além do principal público-alvo – jovens de 15 a 25 anos)

“Muito bom para complementar nosso conhecimento e nos incentivar a nos importarmos com a cidadania, sabendo os valores participativos, nos direitos e deveres. Além de ajudar na atuação na mudança do bairro, município, estado e até do país”.

Sara Lorenzelli, 21 anos

“Achei muito dinâmica a formação. Os oradores têm clareza no tema. Foi participativo a partir de exemplos, foi democrático e trouxe conscientização. Além disso, recebemos dicas para encontrar mais informações sobre o tema”.

Quer saber mais sobre o projeto Cidadania na Pandemia? Entre em contato com o Instituto Sivis pelo e-mail [email protected].