Brasileiros criam rede de solidariedade para refugiados da Ucrânia

Milhares de pessoas cruzam as fronteiras da Ucrânia todos os dias em busca de refúgio da guerra

Milhares de pessoas cruzam as fronteiras da Ucrânia todos os dias em busca de refúgio da guerra. Para ajudar, brasileiros têm criado correntes de solidariedade para levar esses refugiados para locais seguros.

Com a ajuda de amigos, Carolina Wolter e o primo Rafael Bunn montaram um plano para dar esse apoio e já levaram o primeiro grupo para a Alemanha. Eles foram com uma van e mantimentos até a estação de trem de uma cidade na fronteira entre Ucrânia e Polônia. Segundo Carolina, foi lá que conheceram a família para quem deram carona.

Para as pessoas acompanharem a empreitada e ajudarem, eles criaram o perfil brasileiros_ajudando_ucrania no Instagram e pretendem fazer mais viagens como essa.

Outra iniciativa é a Frente Brazucra, que já resgatou 33 pessoas, a maioria de brasileiros. A voluntária Ligia Lapa explica que o grupo tem três pessoas com carros na Ucrânia que ajudam quem precisa a chegar às fronteiras do país. Integrantes que estão em outros países apoiam no contato com os resgatados, monitoramento das áreas de risco e fronteiras e coordenação das acomodações. Mas o trabalho não é só de resgate, os voluntários também fazem a entrega de mantimentos.

O grupo criou dois canais, um nacional e um internacional, para arrecadar dinheiro para pagar os gastos de transporte, passagens e acomodações. Quem quiser ajudar encontra as informações necessárias na página frente_brazucra no Instagram.

*Com produção de Dayana Vitor

Fonte: Agência Brasil.