Abrigo improvisado em hotel na Polônia recebe 100 mães com filhos que fogem da guerra

A Polônia tem acolhido muitas mães com filhos da Ucrânia (ANSA)

A iniciativa é de uma das maiores organizações humanitárias da Itália, a Fundação Cesvi. O novo espaço recentemente inaugurado na cidade de Lublin para receber pessoas que precisam de cuidados especiais também abriga mulheres grávidas e pessoas com deficiência.

Andressa Collet – Vatican News

A Polônia, já tradicionalmente conhecida neste período por acolher refugiados da guerra na Ucrânia, acaba de inaugurar um novo espaço na cidade de Lublin para receber pessoas que precisam de cuidados especiais: cerca de 100 mães com recém-nascidos, além de mulheres grávidas e pessoas com deficiência estão sendo recebidas num hotel que se transformou num centro de acolhimento. O projeto foi intitulado “Safe Haven”, um verdadeiro “abrigo seguro” organizado pela Fundação Cesvi, uma das maiores organizações humanitárias da Itália, leiga e independente, fundada há 36 anos em Bergamo, mas que trabalha no mundo inteiro junto às populações mais vulneráveis para promover os direitos humanos.

O Hotel Palace Europa, com o apoio de financiadores, fica a poucos quilômetros da fronteira da Polônia com a Ucrânia. Roberto Vignola, diretor geral adjunto da Fundação Cesvi, comenta que “aqueles que fogem da guerra já sofreram o suficiente e precisam de cuidados adequados, merecendo não apenas condições de vida seguras, mas também dignas. Especialmente se são indivíduos frágeis, como mães e filhos que foram forçados a procurar abrigo por mais de dois meses”.

Este projeto foi especialmente estudo para atender aquelas categorias de pessoas que mais necessitam de cuidados e atenção específicos que não podem ser encontrados, devido à sua natureza, nos grandes centros temporários de acolhimento que abrigam mais de 5 mil refugiados.

100 pessoas, 100 histórias diferentes

Dentro da estrutura disponibilizada pelo projeto, as pessoas acomodadas poderão fazer uso dos serviços do hotel e de todos os bens de que precisam para tentar reconstruir a vida. O grande número de salas deve faciliar a criação de uma pequena comunidade, fundamental de apoio entre eles, com comunicação na língua materna para se sentirem mais seguros, ao lado de pessoas com experiências de vida semelhantes.

Não faltarão áreas comuns para a interação. De fato, o hotel oferece um ambiente aconchegante e confortável, adequado às necessidades do projeto. As crianças terão a oportunidade de socializar no playground e todos poderão participar de atividades organizadas na sala de conferências. O hotel garante ainda uma alta qualidade e quantidade de serviços, incluindo acesso à internet, essenciais para manter o contato com os familiares.

A localização central do hotel também facilita conexões efetivas com instalações de saúde e educação, centros de apoio e cuidados e as principais estações de trânsito na cidade de Lublin.

Fonte: Vatican News