Grupo da Memória do Sesc Blumenau realiza atividade de estimulação cognitiva através da técnica de colagem

Atividades atedem às ações dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável do ONU

Os participantes recortaram as ilustrações de revistas e catálogos, que chamavam a sua atenção e realizaram a colagem. A atividade teve como intuito ativar as lembranças criativas e instigar a arte como uma forma comum de uso e apreciação.

Ela é uma técnica, criativa e bem divertida, que tem por procedimento juntar numa mesma imagem outras imagens de origens diferentes.

A colagem é um procedimento técnico artístico, que utiliza vários materiais que podem variar a textura, umas sobre as outras ou lado a lado, formando um motivo ou uma nova imagem. A utilização de diversos materiais sobre um suporte, como madeira, pedaços de jornal e objetos, faz da colagem uma técnica que põe em questão os limites entre pintura e escultura.

A origem da técnica de colagem iniciou com Pablo Picasso e Georges Braque. Em 1912 ambos começaram a incluir nas suas obras papéis de estofamento, pedaços de toalhas de mesa e papel de embrulho. Desde então, a técnica tem passado por vários artistas como Matisse, que trabalha colagens e recortes coloridos.

O objetivo de usar esse recurso com os idosos participantes do Grupo da Memória teve como intuito ativar as lembranças criativas e instigar a arte como uma forma comum de uso e apreciação.

Utilizando imagens inspiradoras em diversos materiais como revistas e catálogos, os participantes recortaram as ilustrações, que chamavam a sua atenção e realizaram a colagem sob a mediação da instrutora do Trabalho Social com Grupos, Mônica de Gasper Alarcon.

“Fiz minha colagem sobre a beleza real e a beleza artificial, gosto muito de expor minha criatividade”, comenta Felicitas Maria Lanser participante do Grupo da Memória. Maria do Rocio Meirinho complementa “gostei muito, pois estimula nossa criatividade”. “Eu gostei muito de poder reviver e inventar a colagem”, finaliza Maria Eble.

O encontro envolvendo a técnica de colagem propiciou a expressão de ideias, desejos e sentimentos sobre as vivências dos idosos, promoveu o estímulo da motricidade, percepção visual, estímulos cognitivos e valorização da criatividade do participante 60+.

Colaboração: Talita Cristiane Sutter, técnica de Assistência do Trabalho Social com Grupos do Sesc Blumenau e Mônica de Gasper Alarcon, instrutora do Trabalho Social com Grupos do Sesc Blumenau.

Trabalho Social com Idosos do Sesc

Pioneiro no Trabalho Social com Idosos (TSI), o Sesc atua fortemente em prol do protagonismo e empoderamento dos 60+, com atividades que visam proporcionar espaços de integração e reflexão sobre envelhecimento. Há mais de 50 anos o Sesc promove ações que buscam socializá-los, trabalhando numa perspectiva de intergeracionalidade, de educação ao longo da vida e na garantia dos direitos da pessoa idosa, contribuindo para o envelhecimento ativo e saudável.

TSI é uma ação do Sesc que contribui para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A Instituição é signatária do Movimentos Nacional ODS Santa Catarina desde 2009, assumindo compromissos com a incorporação e disseminação dos 17 ODS. Destacamos ao longo das matérias publicadas aqui no Blog Sesc-SC as nossas práticas. Essas ações são identificadas com os ícones dos ODS com os quais estão alinhados. No caso do TSI são os números três (Saúde e bem-estar) e dez (Redução das Desigualdades).

Fonte: Sesc-SC.