Após acidente, jovem se reinventa e busca realizar sonho paralímpico em Paris-2024 na natação

História de nadador paranaense João Lucas Bezerra mostra importância da humanização no atendimento médico como incentivo para novas realidades no esporte

Quatro anos. Esse é o número mágico que separa uma Olimpíada da outra. E é também o tempo de carreira de um jovem paratleta paranaense que descobriu na natação uma nova razão para viver e que tem, nos próximos três anos – afinal, a Covid-19 mudou até isso -, o foco na busca por uma vaga na Paralimpíada de 2024.

Em meio à pandemia do coronavírus que afetou milhões de atletas em todo o mundo, o nadador da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), competidor da classe S9 (deficiência físico-motora), João Lucas Bezerra, foi o único paratleta da América Latina a competir na Europa, em 2020.