Dia Nacional do Voluntariado: cartilha da PMBCS reúne dicas de como se engajar em ações solidárias

Novo e-book Quero ajudar! Mas por onde começo? é um para quem está buscando atuar no voluntariado

Quero ajudar! Mas por onde começo? Esse é o título do mais novo e-book lançado pelo portal Solidariedade que Aquece, em parceria com o programa Envolve da PUCPR, a fim de comemorar o Dia Nacional do Voluntariado (28/08).

Trata-se de uma cartilha digital com informações teóricas e práticas sobre como participar ou até mesmo desenvolver ações solidárias.

O guia reúne dicas de especialistas e mostram como cada um pode se engajar, de acordo com sua disponibilidade e gostos pessoais, em iniciativas sociais. Disponibiliza, também, estratégias que auxiliam no desenvolvimento de um plano de ação, sobretudo para tirar uma ideia de projeto do papel.

Além disso, a publicação traz um breve histórico do voluntariado no Brasil. Bem como os direitos e deveres do voluntário, como não cair em golpes, entre outras informações.

>>> Acesse o guia digital aqui.

Vamos “voluntariar”

O diretor executivo da Província Marista Brasil Centro-Sul (PMBCS), June Cruz, destaca que “voluntariar” é um ato de amor concreto para um mundo melhor. Dessa maneira, faz bem a quem recebe e, principalmente, a quem se dedica a fazer.

“Nosso objetivo é incentivar que as pessoas se comprometam com o tempo possível, muitas vezes utilizando a habilidade e a área do conhecimento que já possuem familiaridade. Queremos inspirar cidadãos e empresas a manterem essa corrente de solidariedade, onde quer que seja”, explica.

Educação para a solidariedade

Conforme ressalta Simone Tavares Zucchi, do Observatório de Educação para a Solidariedade da PUCPR e uma das autoras do guia, ajudar uns aos outros sempre foi uma necessidade.

“Esse é um lembrete de que fazemos parte de uma comunidade global . E, unidos como irmãos, somos corresponsáveis pelo bem-estar de todos. Mas como e por onde começar? Há várias formas de colocar em prática esse cuidado. Uma delas é o voluntariado. Nesse material é possível encontrar algumas dicas, pontos de atenção, práticas de sucesso e várias outras informações sobre como ser voluntário”, destaca.

Juliana de Oliveira Souza, do Núcleo de Projetos Comunitários da PUCPR, orienta que, para atuação voluntária, além da vontade de gerar impacto positivo, é importante instrumentalizar-se. “É preciso saber os cuidados que devem ser tomados ao ser voluntário, formas de tirar seu projeto do papel, conhecer ações já realizadas. Esses e outros conteúdos você vai encontrar nesse guia”.

Voluntariado: caminho para um mundo melhor

“Vivemos em uma realidade muito desafiadora devido às questões problemáticas e complexas encontradas no cotidiano. Em contrapartida, há uma extensa gama de pessoas e instituições que se organizam para transformar a sociedade em um lugar mais justo e digno para todos”, observa Juliana.

E, sem dúvida, uma das formas de atuação com esse objetivo é o voluntariado.

Histórico de solidariedade

Desde 2005, a PMBCS já realizou missões voluntárias em 48 localidades. A saber, essas iniciativas contaram com a participação de mais de dois mil jovens. Atualmente, somente em hospitais, por exemplo, 267 pessoas atuam como voluntários.

Entre as campanhas sociais que a Instituição tem apoiado está o SOS Vila Torres. Mais de 6 toneladas de alimentos e mais de 1.730 itens de higiene pessoal e produtos de limpeza foram arrecadados em um Drive Solidário realizado no dia 14 de agosto, em comemoração ao Dia do Marista. Um exemplo da união de diversos voluntários que se mobilizaram em uma corrente de ajuda ao próximo.

Fonte: PMBCS.