Solidariedade Ambiental, você sabe o que é e como praticar?

Ter uma sociedade solidária é um dos objetivos fundamentais do nosso país e a solidariedade ambiental deve estar incluída como obrigação dos cidadãos

Que devemos preservar o meio ambiente e pensar nas futuras gerações é algo que ouvimos no dia a dia, não é mesmo?

Saiba que a solidariedade ambiental também é nosso dever enquanto cidadãos.

A Constituição Federal do Brasil dispõe que um dos objetivos fundamentais da nação é a solidariedade social, e dispõe ainda que todos temos direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado.

Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá- lo para as presentes e futuras gerações.

Ser uma sociedade solidária também é nossa obrigação como cidadãos. Cuidar do ambiente que habitamos faz parte de nossa obrigação enquanto sociedade. Com Políticas Públicas, ensino nas escolas e a prática nossa no dia a dia é que podemos garantir uma natureza preservada para esta e as futuras gerações, sendo esse um meio de praticar a solidariedade ambiental.

Solidariedade Ambiental

Você deve estar se perguntando qual a relação entre a solidariedade e o meio ambiente, o que uma coisa tem a ver com a outra?

A solidariedade ambiental é o ser humano perceber e agir no sentido de entender que a preservação do meio ambiente é um dever do Estado, mas também de todos os seres humanos. Todos somos responsáveis pelo meio ambiente em favor da coletividade, para preservar os recursos naturais e, inclusive, a vida do ser humano e não somente dessa geração, mas das futuras também.

E aí é que entra o princípio da Solidariedade Intergeracional, que parte do olhar da solidariedade entre gerações diferentes, presente e futuras. Afinal, se já somos impactados pelas ações passadas e presente, as futuras gerações serão ainda mais impactadas pelas nossas ações em relação a natureza.

Infelizmente o meio ambiente não “anda” nada bem, e é por conta das ações dos seres humanos. Mas podemos minimizar e reduzir a degradação ambiental e suas consequências com gestos que podem ser praticados em nossa própria casa, e na sociedade em que vivemos. Gestos até mesmo simples!

E na prática, como agir?

Diversas são as ações que podemos praticar, incentivar e ensinar nosso próximo visando o bem estar do meio ambiente. Inclusive, há ações simples que podem ser praticadas por qualquer pessoa, basta querer!

E com certeza isso não vai impactar somente as nossas vidas, mas a vida dos nossos filhos, netos e futuras gerações.

Abaixo listamos algumas ações solidárias para inspirar:

  • Plantar árvores na sua cidade – promove e preserva a biodiversidade, e altera consideravelmente as alterações climáticas que já estamos sofrendo;
  • Separar pilhas, baterias e materiais eletrônicos – não jogando esses materiais em lixo comum. Atualmente diversos municípios já possuem coletas desses materiais. E, se na sua cidade não existe, por que não incentivar essa prática e até mesmo procurar auxílio do poder público?
  • Não descartar o óleo de cozinha em qualquer lugar ou no ralo da pia. Já existem locais para o descarte apropriado desse tipo de óleo. E, se na sua cidade ainda não existe, que tal começar, incentivar e procurar o Poder Público para lhe auxiliar?
  • Separar o lixo – a separação do lixo entre reciclados e biodegradável é um ato simples e que pode ser praticado na casa de todos nós, mas, infelizmente, há muitas famílias que ainda não adotaram essa prática. Que tal incentivar essa ação aos seus familiares, amigos, vizinhos. Mora em prédio? Converse com o síndico e incentive essa prática e cobrem dos moradores que façam a separação do seu lixo.
  • Tampas plásticas – em muitos municípios já existem campanhas de coleta de tampas plásticas, que poderão ser vendidas paa reciclagem e os valores convertidos para castração de animais, projetos sociais, doação para instituições beneficentes.
  • Adoção de uma garrafinha – O incentivo à adoção de uma garrafinha com o fim de substituir copos plásticos pode reduzir drasticamente o consumo de plástico. Pense! Se você consumir um copo plástico por dia, somente nos dias da semana, em um ano terá consumido aproximadamente 260 copos plásticos! Some isso aos seus colegas de empresa, ou de academia.
  • Reaproveitamento de águas – Coletar água das chuvas para molhar suas plantas, reaproveitar a água da lavanderia para utilizar na lavação de calçadas são ações simples e que promovem a sustentabilidade.
  • Compostagem – Reaproveitar o lixo orgânico de casa (cascas de frutas, legumes, ovos)  e utilizá-lo para as suas plantas é uma forma de reaproveitar até 50% do seu lixo orgânico e ainda ter plantinhas saudáveis e super nutridas. E isso pode ser feito até mesmo em apartamentos!
  • Brinquedos reciclados – Se você trabalha ou conhece quem trabalha com produção de produtos ou brinquedos, pode utilizar materiais reciclados para sua produção. Além de ser sustentável, também incentivará as crianças e usuários dos produtos a ter um olhar mais carinhoso pelo meio ambiente.
  • Consumo consciente – Que tal repensar se você precisa mesmo daquele item? E descartar o que você já tem antes de comprar o novo? Doação é um gesto lindo e pode ajudar outra pessoa. Mas, será mesmo que você precisa comprar um novo ou pode usar mais um pouco o que você já tem? Se precisar mesmo comprar, dê preferência por produtos de pequenos produtores, produtos feitos de material reciclável. Basta parar e analisar sua compra e com certeza você poderá fazer algo pelo meio ambiente.
  • Economizar energia – Pode parecer bobo, mas apagar a luz cada vez que você sair de um ambiente, diminuir o uso do ar condicionado, reduzir a temperatura do seu chuveito, além de economizar para o seu bolso, é ecologicamente correto.
  • Economizar água – Evitar utilizar muita água para lavar o carro, calçadas e etc, e fazer a reutilização são ótimas ações que contribuem para o meio ambiente. Um banho mais rápido e escovar os dentes com a torneira desligada também contribuem muito!
  • Economizar papel – Evite imprimir tudo. Você pode consultar no computador ou celular quando quiser. Porque imprimir algo que logo depois irá para o lixo? Pagar as contas online e apenas salvar os comprovantes também é uma ação que economiza papel e contribui para o meio ambiente sem prejudicar você. Afinal, quantas vezes você vai utilizar e consultar o comprovante de pagamento dos seus boletos, contas de água e luz? Aliás! Algumas empresas e fornecedores de energia, por exemplo, já emitem as faturas online, procure saber mais dos seus fornecedores!
  • Utilizar sacolas retornáveis – O uso de sacolas retornáveis no supermercado reduz drasticamente a quantidade de lixo produzido pelas sacolinhas, que levam 450 anos para se decompor. Sendo que grande parte dessas sacolas não é possível reciclar.
  • Ser um agente de transformação – a partir do momento que temos ciência de ações, de como podemos promover e preservar o meio ambiente, temos o poder de incentivar outras pessoas a fazerem o mesmo.  E para isso você não precisa “ser palestrante em escolar”, basta incentivar seus amigos, familiares a praticar ações que visam um meio ambiente melhor.

E você, já pratica a solidariedade ambiental? Quais ações das acima listadas você já pratica e quais poderá implementar?

Apoio: RENAPSI.