UMBRASIL lança livro com pesquisa sobre Ensino Médio e protagonismo juvenil

Obra buscou escutar jovens e traz perspectivas para o futuro do Ensino Médio e a educação

Com o intuito de compreender o novo lugar do Ensino Médio e da escola na sociedade contemporânea, a União Marista do Brasil (UMBRASIL) conduziu uma extensa pesquisa em meio às juventudes. Investigações que resultaram no livro (Re)significações do Ensino Médio e Protagonismo Juvenil: Tessituras Curriculares, publicado pela ediPUCRS e lançado no dia 5 de julho.

Ao todo, são mais de 400 páginas, distribuídas em 21 capítulos. Conteúdo organizado por: Patrícia Espíndola de Lima Teixeira, Michelle Jordão Machado, Marcelo Bonhemberger e Camila da Silva Fabis.

A saber, a obra conta com artigos de mais de 50 autores e autoras. Entre eles, estão três colaboradores da PMBCS: Bruno Socher, Diogo Galline e João Fedel. E também integrantes do Grupo Marista: Evandro Espanhol, José Carlos Pereira, Jury Antonio, Laura Ferraz, Luiz Felipe Sgwalt, Marcia Regina de Oliveira, Mariana Rogoski, Matheus Henrique Alves, Rodrigo de Andrade e Waldeneia Aparecida Martins.

Olhar a partir de várias “janelas”

De acordo com Ricardo Spíndola Mariz e o Ir. Natalino Guilherme de Souza, que assinam o Prefácio do livro, os autores buscaram olhar para a casa do Ensino Médio a partir de várias “janelas”. E, principalmente, buscaram ouvir seus principais moradores e moradoras: os jovens. “De cada ‘janela’, um cômodo específico, um ângulo da casa com seus problemas, possibilidades e, em especial, oportunidades de aprendizagem”, escrevem.

Além disso, escutar os jovens foi um passo fundamental para observar e traçar rotas de atuação no novo Ensino Médio. Sobretudo, tendo em vista as novas configurações curriculares.

“Os jovens não sinalizaram somente seus desejos, sonhos, receios, mas avaliações sobre esta etapa de ensino. Talvez, a principal lição a ser aprendida com eles seja sobre nós mesmos. Por isso, pensar sobre as seguintes questões torna-se essencial: o que os jovens e a educação que oferecemos revelam da nossa sociedade e de nós mesmos? Que contradições, esperanças e possibilidades podemos perceber?”, provocam os autores do Prefácio.

Sem dúvida, o livro fornece um relato amplo e rico sobre as percepções dos jovens estudantes. Bem como um exercício de escuta e reflexão diante do mundo em transformação.

>>> Clique aqui para adquirir o livro impresso ou a versão digital (acesso aberto).

Reforma do Ensino Médio

Instituída pela Lei n. 13.415/2017, a Reforma do Ensino Médio apresenta as diretrizes nacionais para uma nova organização curricular. Inclui a Formação Geral Básica, fundamentada pela Base Nacional Curricular Comum, e Itinerários Formativos com ênfase em grandes áreas de conhecimentos ou formação técnica e profissional – conforme critérios dos sistemas e mantenedoras de ensino.

“No caso do Brasil Marista, os referenciais do novo Ensino Médio foram publicados, em 2021. E implementados por cada Província, a partir do corrente ano. Cabe considerar que o desenho curricular do Ensino Médio Marista nasceu de estudos, pesquisas, diálogos, envolvendo especialistas externos e internos do Brasil Marista e experiências significativas em torno do referido segmento. Mas, principalmente, de uma grande escuta pedagógica, esperançosa e curiosa, daquilo que a realidade apresenta e esconde ao mesmo tempo, segundo os nossos jovens estudantes”, explica Michelle Jordão Machado, assessora de Educação Básica e Superior da UMBRASIL e uma das organizadoras do livro.

Dessa forma, (Re)significações do Ensino Médio e Protagonismo Juvenil emerge de uma visão colaborativa, em prol de propostas curriculares inovadoras, ativas e co(criativas). Nesse sentido, também reforça a aposta no diálogo com as juventudes. Tanto para a constituição de projetos de vida significativos quanto de novas formas de educar, evangelizar e promover integralmente a vida.

Fonte: PMBCS.