Voluntariado é também aprendizado

No voluntariado não só o beneficiado aprende, mas também o voluntário por meio das experiências vividas. É uma troca constante

Colaboradora na FTD, a Elaine P. Leick é voluntária em projetos sociais e atua junto ao Instituto Bússola Jovem, uma ONG fundada por seu marido. A iniciativa começou com apenas 3 voluntários e hoje conta com quase 90 pessoas.

O Instituto Bússola Jovem é focado em atender jovens de baixa renda e é baseado em três pilares: Educação, Carreira e Empregabilidade. Ao longo do tempo cada pilar foi sendo aprimorado, de acordo com as necessidades e a realidade. 

Elaine junto aos jovens que são ajudados pelo projeto.

Histórias

A primeira turma iniciou em 2016. Os encontros são semanais e acontecem aos sábados. E estão sendo realizados virtualmente devido a pandemia da Covid-19. Para viabilizar o acesso dos jovens participantes, o Instituto conseguiu prover notebooks para oportunizar a integração.

A trilha formativa dos jovens passa por 3 blocos: descobertas, conquistas e expansão. Dentro dos blocos, a formação trata de autoconhecimento, autogestão, confiança, caráter, criatividade e inovação, trabalho em equipe, comunicação  empreendedorismo. Além disso, ensina o uso de ferramentas como Excel, com uso de matemática e finanças, inglês, redação e outras atividades e aprendizados podem ser de grande valia para esses jovens em suas vidas profissionais.

Ainda, em paralelo à formação, o Instituto Bússola Jovem atua na busca de bolsa de estudos e de empregos. Segundo a voluntária Elaine, são os relatos dos jovens que passam pela instituição que a motivam a continuar o voluntariado. A maior satisfação é aprender com os jovens, perceber o quanto podem contribuir com a sociedade e ajudá-los no seu desenvolvimento pessoal e profissional”, segundo ela, apesar de muitas vezes ser cansativo, o resultado é gratificante e motivador.

Reconhecimento

Abaixo o depoimento de alguns jovens que já passaram pela instituição:

Na minha época de curso, eu reclamava muito pelo cansaço. Nunca me passou pela cabeça que cada segundo ali valeria a pena na minha vida. Hoje, eu tenho certas coisas e sou alguém profissionalmente porque o Instituto Bússola Jovem foi a minha base, sem essa oportunidade, meu primeiro passo seria muito difícil e talvez eu nem conseguiria dar ele. Meu agradecimento será eterno e se um dia eu puder investir e ajudar, não pensarei duas vezes. Esse projeto muda vidas, mudou a minha”. (Eduarda de Paula Teixeira – Turma 5- 2º semestre de 2018)

 

Quando entrei no programa pensei em desistir várias vezes, mas sempre que começavam as aulas e as orientações, eu me sentia muito acolhida e mais motivada a continuar e buscar minhas realizações. Realmente a bússola que eu precisei pra achar meu norte. Só tenho a agradecer a todos”. (Nicoli Regina Santos Turma 5 – 2º semestre de 2018)

 

Quando conheci o Bússola tinha sonhos. O Bússola me mostrou o caminho de como realizá-lo, me apoiou e continua me apoiando até hoje. Sempre me senti amparada e apoiada por toda equipe, sinto muito orgulho de ter feito parte deste Instituto com um propósito tão digno”. (Danielly Rodrigues de Oliveira turma 4 – 1º semestre de 2018)

No ano passado, o Instituto Bússola Jovem também está concluindo uma campanha para entregar a cada família dos jovens uma cesta básica e uma cesta de Natal. Elaine destaca que além de auxiliar no ensino aos jovens acaba aprendendo muito. “O trabalho no Instituto Bússola Jovem me faz perceber caminhos, me traz reflexões em relação às mudanças necessárias na escola e sociedade”, destaca a voluntária.

O exemplo de Elaine pode ser seguido por qualquer um de nós. Afinal, o voluntariado é aberto para qualquer pessoa que queira ajudar e fazer o bem. Independente de qual forma será realizado o voluntariado. Sempre podemos utilizar do  conhecimento para auxiliar e, de alguma forma, melhorar ou até mesmo mudar a vida de alguém positivamente. Além do sentimento de gratidão e motivação, e do aprendizado a partir das experiências vividas.